Rumo

 

É tempo, companheiro!
Caminhemos ...
Longe, a Terra chama por nós,
e ninguém resiste à voz
Da Terra ...

 

Nela,
O mesmo sol ardente nos queimou
a mesma lua triste nos acariciou,
e se tu és negro e eu sou branco,
a mesma Terra nos gerou!

 

Vamos, companheiro ...
É tempo!

 

Que o meu coração
se abra à mágoa das tuas mágoas
e ao prazer dos teus prazeres
Irmão
Que as minhas mãos brancas se estendam
para estreitar com amor
as tuas longas mãos negras ...
E o meu suor
se junte ao teu suor,
quando rasgarmos os trilhos
de um mundo melhor!

 

Vamos!
que outro oceano nos inflama...
Ouves?
É a Terra que nos chama ...
É tempo, companheiro!
Caminhemos ...
 

 

 

Autor: Alda Lara

Editado por: nicoladavid

Não esqueça de ligar o som.
Comments