Seríamos dois faunos sobre a praia

 

Seríamos dois faunos sobre a praia,

batidos pelo vento e pelo sal,

tendo por manto apenas a cambraia

da espuma

e, por fronteira,

o areal.

 

Gémeos de corpo e alma,

ver um era ver outro:

a mesma voz,

a mesma transparência,

a mesma calma

de búzio, intacto, em cada um de nós!

 

Felicidade?

Não.

Inconsciência!

 

E as nossas mãos brincavam com o lume

à beira da impaciência

e do ciúme...

 

Autor: Pedro Homem de Mello, (1904-1984)

Editado por: nicoladavid

Comments