A Minha Terra é Viana


A minha terra é Viana!
Sou do monte e sou do mar.
Só dou o nome de terra
Onde o da minha chegar!

Ó minha terra vestida
Da cor da folha da rosa!
Ó brancos saios de Perre
Vermelhinhos na Areosa!

Virei costas à Galiza;
Voltei-me antes para o mar…
Santa Marta! Saias negras
Têm vidrilhos de luar!

Dancei a Gota em Carreço,
O Verde Gaio em Afife
Dancei-o devagarinho
Como a lei manda bailar!

Como a lei manda bailar
Dancei em Vile a Tirana
E dancei em todo o Minho
Quem diz Minho, diz Viana…

Virei costas à Galiza;
Voltei-me então para o Sul…
Santa Marta! Trajo Verde…
Deram-lhe o nome de azul…

A minha terra é Viana
São estas ruas estreitas
São os navios que partem
E são as pedras que ficam.
É este sol que me abrasa,
Este amor que não me engana,
Estas sombras que me assustam…
A minha terra é Viana.

Virei costas à Galiza…
Pus-me a remar contra o vento…
Santa Marta! Saias rubras…
Da cor do meu pensamento! 

Como a lei manda bailar
Dancei em Vile a Tirana
E dancei em todo o Minho
Quem diz Minho, diz Viana…

 

Autor: Pedro Homem de Mello (1904-1984) in Segredo
Editado por: nicoladavid


Comments