"Ser esteio!…"

 
 
 
 
 
 

Passo tantas vezes por videiras

escoradas, hirtas. Apoiadas confiadamente

sobre esteios de granito, de cimento

ou de madeira tosca… Felizes!

 

Passo tantas vezes por videiras

contorcidas, quebradas, caídas,

sem esteio… Frustradas!

 

Abençoado esteio

que acolhe, ampara e defende,

que partilha da luta contra os ventos

e do júbilo das vindimas abundantes;

que escuta, compassivo,

os gemidos de sofrimento,

ou, embevecido, o murmúrio grato e manso

da vide garbosa que sustenta…

 

Há tantas pessoas tombadas, sem apoio!

Sê esteio generoso e forte,

para um viver rectilíneo e firme,

vertical e coerente.

 

Sê um esteio vivo , sensível,

Humano, solícito, alentador:

– para os desânimos do caminho,

– para os debates das opções do dia-a-dia,

– para os vendavais da dúvida,

da angústia, do desespero, da solidão

e da frustração atroz…

 

Sê um esteio possante de amor,

e sentirás perenemente

a alegria compensante de ajudar

e tornar feliz tanta gente…

 

 

Autor: Mário Salgueirinho

Editado por: nicoladavid

Não esqueça ligar o som.
 
Comments