Dai me üa lei, Senhora, de querer vos

 

Dai me üa lei, Senhora, de querer vos,

que a guarde, sô pena de enojar vos;

que a fé que me obriga a tanto amar vos

fará que fique em lei de obedecer vos.

 

Tudo me defendei, senão só ver vos,

e dentro na minh'alma contemplar vos;

que, se assi não chegar a contentar vos,

ao menos que não chegue [a] aborrecer vos.

 

E, se essa condição cruel e esquiva,

que me dois lei de vida não consente,

dai ma, Senhora, já, seja de morte.

 

Se nem essa me dais, é bem que viva,

sem saber como vivo, tristemente,

mas contente porém de minha sorte.

 

Autor: Luis Vaz de Camões (1524-1580)

Editado por: nicoladavid

Comments