"Das Faixas Infantis despido apenas"

Das faixas infantis despido apenas,
Sentia o sacro fogo arder na mente,
Meu tenro coração inda inocente,
Iam ganhando as plácidas Camenas.

 

Faces gentis, angélicas, serenas,
De olhos suaves o volver fulgente
Da ideia me extraíam de repente
Mil simples, maviosas cantilenas.

 

O Tempo me soprou fervor divino,
E as Musas me fizeram desgraçado,
Desgraçado me fez o Deus Menino.

 

A Amor quis esquivar-me, e ao dom sagrado,
Mas vendo no meu génio o meu destino,

Que havia de fazer? Cedi ao Fado.

 

 

 

Autor:  Manuel Maria Barbosa du Bocage ( 1765-1805)
Editado por: nicoladavid

Não esqueça ligar o som.

Comments