Aqui, Dizeis, Na Cova A Que Me Abeiro


Aqui, dizeis, na cova a que me abeiro,
Não s´tá quem eu amei. Olhar nem riso
Se escondem nesta leira.
Ah, mas olhos e boca aqui se escondem!
Mãos apertei, não alma, e aqui jazem.
Homem, um corpo choro!


Autor: Fernando Pessoa “Alvaro Campos” (1888-1935)
Editado por: nicoladavid


Comments