"Nada como o tempo para o sabermos"

 
Nós, com o tempo, aprendemos a perceber que para sermos felizes com outra pessoa, precisamos em primeiro lugar de não precisar dela.

Percebemos também que aquela pessoa que amamos (ou entendemos que amamos) e que não quer nada connosco, definitivamente não é a “pessoa” da nossa vida.

Nós aprendemos a gostar de nós, a cuidar de nós e, principalmente, a gostar de quem também gosta de nós.

O método ou segredo é não andar a correr para apanhar borboletas… Devemos é tratar bem do nosso jardim com belas flores, para que elas venham à procura de nós.

No fim, nós vamos encontrar não quem nós estávamos à procura, mas quem nos estava procurando, para nos dar a felicidade que pretendíamos.

 

Autor: Luis Nicola David

Editado por: nicoladavid 

 
 
Comments