Som

 
Alma divina,
Por onde me andas?
Noite sozinha
Lágrimas, tantas!

Que sopro imenso,
Alma divina,
Em esquecimento
Desmancha a vida!

Deixa-me ainda
Pensar em voltas,
Alma divina
Coisa remota!

Tudo era tudo
Quando eras minha,
E eu era tua,
Alma divina!

Autora: Cecília Meireles (1901-1964
Editado por: nicoladavid

Comments