Ritmo

 
O ritmo em que gemo
Doçuras e mágoas
É um dourado remo
Por douradas águas.

Tudo, quando passo,
Olha-me e suspira.
_Será o meu compasso
Que tanto os admira?

Autora: Cecília Meireles (1901-1964
Editado por: nicoladavid

Comments