Beija mais, beija-me e torna a beijar

 

Beija mais, beija-me e torna a beijar
Dá-me um daqueles teus com mais sabor
Dá-me um daqueles teus com mais amor
Quentes qual tição quatro te vou dar

Cansado estás? Desse mal te refaço
Dez outros te darei, com que doçura!
Misturando nossos beijos de ternura
Gozemos um do outro neste abraço

Vida a dobrar cada um de nós terá
Em si cada qual e seu amigo viverá
Permite Amor perder-me em esta cisma

Sinto-me mal, vivo para dentro
E não sei como tirar contentamento
Se fora não sair de mim mesma.

Autor: Louise Labé (1524-1566)
Editado por: nicoladavid

Comments