Literatura‎ > ‎Obras de Josie Mello‎ > ‎

"Quotidiano 17"

ela
lava passa coze
borda a fronha
arruma a cama
e nessa espera medonha
fica repleta de horas
fica vazia de tempo

ele
quer ficar na rua
iludindo a liberdade
sente a noite
encher-lhe o peito
vira o copo com despeito
e se esvazia de vontade

ela
sabe que ele volta
mesmo sem querer voltar

ele
sabe que ela espera
mesmo se ele não chegar

 

Autor: Josie Mello
Editado por: nicoladavid

 

Comments