A Galiza mail'o Minho

 

Vendo-os assim tão pertinho,

A Galiza e mail’o Minho,

São como dois namorados

Que o rio traz separados

Quase desde o nascimento.

Deixai-os, pois, namorar,

Já que os pais para casar

Lhes não dão consentimento.

 

Autor: João Verde (1866-1934) - in: Ares da Raia
Editado por: nicoladavid

Comments