Um Grande Homen

 

 

Esse homem — bem sabeis — é tolo...
Todavia Um amigo, que é dele e meu, disse-me um dia:
«Tenho-o visto sentado á banca do trabalho!
Com a fronte em suor, num cruciante orvalho,
Curvado sobre a mesa o desgraçado anceia!
É o galgo Talento atrás da lebre Ideia!
Exânime afinal de esforços impotentes,
Vai cair no torpor imbecil dos dementes,
Esfalfado, a arquejar numa postura mésta,
Quando duma palmada estridula na testa Espirra uma centelha!...»

E eu disse-lhe: — Acredito,
Porque a palma é de ferro e a testa de granito!

Autor: João Saraiva (1866-1948)
Editado por: nicoladavid

Comments