"Onde?"


Tão longe como estás, ó meu desejo,

Quando a noite gelada se avizinha,

Se tu és Dor, ao pé de mim te vejo...

 

Trajas um manto negro de rainha

E, silenciosa como a sombra, choras

Pousando sempre a tua mão na minha!

 

Vens de tão longe nas caladas horas!

Se tu és Pranto, esse leal amigo,

É nos meus olhos que de noite moras...

 

Tens neste amargo peito um doce abrigo!

Se estás longe de mim e eu não te alcanço,

Não és Pranto nem Dor! Mas, se és Descanso,

Onde te ocultas que não dou contigo?

 

Autor: João Saraiva (1866-1948)

Editado por: nicoladavid



Comments