A Primavera

 

Quando ela espalha os seus cabelos d'oiro
Sobre a montanha, os gelos diamantinos
Fundem-se logo em veios cristalinos,
E o Sol resplende, no seu disco loiro!

Sobre os doirados fios dos cabelos
Passa a torrente dos cristais desfeitos;
E ela, espremendo a turgidez dos peitos,
Transforma em rosas o cristal dos gelos...

Do Céu lavado, olímpico e distante,
O disco loiro vai ao azul subindo...
E vê-se ao largo, sobre o mar, surgindo
As andorinhas, numa fita ondeante...

Mas, derretendo os últimos cristais
Em jorros d’água límpida e sonora,
A Primavera, que palpita e cora,
Torce os cabelos d'oiro nos rosais!...

 

Autor: João Saraiva (1866-1948)
Editado por: nicoladavid

Comments