E Quando de Dia a Lonjura dos Montes

 

E quando de dia a lonjura dos montes
Azuis atrai a minha saudade,
E, de noite, as estrelas desmedidas
Esplendorosas ardem sobre a minha cabeça.

Todos os dias e todas as noites
Assim celebra o destino do homem:
Se ele a pensar alcançar sempre o justo,
Para sempre terá a beleza e a grandeza.


Autor: Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832)
Editado por: nicoladavid

Comments