Literatura‎ > ‎Obras de James Assaf‎ > ‎

"Sincero"



Instigar o que é convencional
É acreditar e alar o sonho régio
Agir com a prática passional
Tomar a vida como privilégio
Declamar a poesia com um gesto
Abraçar a quimera e soprar vida
Declarar a alegria em manifesto
Publicar a saudade na despedida
O amor que sinto caminha pelo chão
Reclamo até nos telhados a tua falta
Acalme sem demora o meu coração
Teu brilho avassala o peito trancado
Teu sabor é suave como um néctar
Achega-me esse teu corpo dourado.

 

Autor: James Assaf

Editado por: nicoladavid

Não esqueça ligar o som.
Comments