Literatura‎ > ‎Obras de James Assaf‎ > ‎

"Cavaleiro Andaluz"

 

Do registro oculto n’alma do verseiro
Fragmentos de vida são expostos a luz
Retira das trevas o intrépido cavaleiro
Direto de Huelva com sotaque andaluz
Batalhas travadas do valente escudeiro
Combatente do amor por sua donzela
Tendo no peito o escudo de guerreiro
O lenço vermelho dado por sua bela
Ardoroso no uso da espada poética
Triunfa sobre a vil arrogância pálida
Unindo verbetes de maneira eclética
Produzindo formosas rimas cálidas
Bravo galope de crinas esvoaçantes
Feição conhecida noutras similares
Permanece esse desígnio itinerante
Traduzir a beleza e atrair os olhares
As bodegas reais estão abarrotadas
As catedrais do condado esvaziadas
A nobre literatura tão abandonada
Nosso herói seguirá a sua jornada.

 

Autor: Janes Assaf
Editado por: nicoladavid

Não esqueça ligar o som.
 
Comments