"Amor de Pai"

O amor de pai é indiscutível:
mão calejada,
camisa suada,
pressa, canseira,
doação.
O pai é ainda avalista
dos erros na contra-mão.
O amor de pai
é visível:
joelhos dobrados,
prece escondida,
braços abertos,
olhar de ternura,
perdão.
Pai é alguém
muito especial:
produtor, diretor,
ator, figurante
do filme, ao vivo,
em cores,
com o roteiro da vida escrito
nas linhas de sua mão.

 

Autor: Ivone Boechat
Editado por: nicoladavid

Não esqueça ligar o som.
Comments