O Cavador

 

Dezembro, noite, canta o galo...
Rouco na treva canta o galo...
− Oh, dor! Oh, dor!-

Aldeão não durmas!... Vai chamá-lo,
Miséria negra, vai chamá-lo...
− Oh, dor! Oh, dor!-

Bate-lhe à porta, é teu vassalo,
Que traga a enxada, é teu vassalo,
Miséria negra, o cavador!

O vento ulula... Tremem ninhos...
Na noite aziaga tremem ninhos...
− Oh, dor! Oh, dor!-

A neve cai, fria d'arminhos...
Na escuridão, fria d'arminhos...
− Oh, dor! Oh, dor!-

Autor: Guerra Junqueiro (1850-1923)
Editado por: nicoladavid

Comments