"Vórtice"

Tua boca sempre guardará a doçura das névoas,
e por vós, sempre as nuvens se perguntarão...

E quando fizer ano da tua partida imensa,
todos os mares, em dois, assim se repartirão,

na busca pelo teu sonho profundo e etéreo,
que ficara no mundo por causa do teu coração.

Mas o segredo do teu sonho nada entende:
nem água, vento, onda, pérola ou embarcação.

E ele ficará no andar dos tempos e dos ares...
Depois todo mar se fechará, guardando tua ilusão,

até então que o mundo não seja mais mundo,
nas ondas eternas, onde os silêncios navegarão.


Autor: Clebson Moura Leal
Editado por: nicoladavid

Não esqueça ligar o som.
Comments