Ao seu cuidado

 
No verdor da floresta deleitosa, 

Quando de Abril a Aurora é mais serena, 
Reclinado nos braços da açucena, 
Vi o purpúreo carmim da mesma rosa.

Essa de âmbar fragante mariposa, 
Vi bordar, de escarlata a selva amena. 
E em quebros vi cantar a filomena, 
Entre as ramas de Dafne mais frondosa.

De Flora o campo cheio de harmonias, 
De aljôfar guarnecendo os verdes prados, 
Essas de Tétis líquidas sangrias,

Tudo em fragrâncias concedia agrados... 
Mas ai! que, entre tão doces melodias, 
Somente me elevaram meus cuidados!


Autor: Francisco de Vasconcelos (1665-1723)
Editado por: nicoladavid

Comments