Herói Vencido

 

Naquele dia 
Parti 
A hora em que a cidade era saudosa 
Das vidas que eu viveria 
Se me não fora impossível. 
Ali, 
Tudo me prometia 
O perdido para sempre, 
E tudo me era sensível, 
Como se fosse de novo, 
Ou eu visse 
Com os olhos da outra gente. 

Nesse momento, 
De mim próprio tão diferente, 
Era o herói conhecido 
De um romance concebido 
E nunca realizado... 

No ar da gare, 
Entre o silvo das partidas, 
Estava suspenso, parado, 
O perfume concentrado 
De todas as despedidas. 

Autor: Francisco Bugalho (1905-1949)
Editado por: nicoladavid

 
Comments