Estudo anatômico

 

Entrei no anfiteatro da ciência,

conduzido por mera fantasia,

e aprouve-me estudar anatomia,

por dar um novo pasto à inteligência.

 

Discorria com toda a sapiência

um lente, numa mesa em que jazia

uma imóvel matéria muda e fria,

a que outrora animara humana essência.

 

Fora uma meretriz. Seu rosto belo

pude, tímido, olhá-lo com respeito,

por entre negras ondas de cabelo...

 

A um gesto do lente, contrafeito,

rasguei-a com a ponta do escalpelo

e não vi o coração dentro do peito!...


Autor: Fontoura Xavier (1856-1922)
Editado por: nicoladavid

Comments