Verso Vão


Onda de sol, verso de ouro,
perífrase vã. Extasiar-me,
antes, por esta fusão,
mistura de brilhos.
Ou, ainda mais íntima,
a consciência extensa como o céu,
o corpo de tudo,
semelhança absoluta.
Respirar na quebra da onda.
Na água, uma braçada lenta
até ao limite de mim.



Autor: Fiama Hasse Pais Brandão(1938-2007)
Editado por: nicoladavid
Não esqueça ligar o som.
Comments