De Outra Maneira

 

A fogueira expõe no campo da tarde

umas lanças de cervo enfurecido.

Todo o vale se estende. Por seus lombos,

caracoleia o vento suave.

 

O ar cristaliza sob a névoa.

- olho de gato triste e amarelo-.

Eu, em meus olhos, passo pelos ramos.

Os amos passeiam pelo rio.

 

Chegam minhas coisas essenciais.

São estribilhos de estribilhos.

Entre os juncos e a baixa tarde,

que estranho que me chame Federico!

Autor: Frederico Garcia Lorca (1898-1936)
Editado por: nicoladavid

Comments