&Eacute

 
É na escura folhagem do sono
 
que brilha
 
a pele molhada,
 
a difícil floração da língua.
 
Autor: Eugénio de Andrade (1923-2005)
Editado por; nicoladavid
 
 
Comments