Diz homem, diz criança, diz estrela

 

Diz homem, diz criança, diz estrela.
Repete as sílabas
onde a luz é feliz e se demora.

Volta a dizer: homem, mulher, criança.
Onde a beleza é mais nova.


Autor: Eugénio de Andrade (1923-2005)

Editado por: nicoladavid

Comments