Colóquio


Morri pela beleza, mas apenas
No túmulo me havia acomodado,
Quando alguém que morreu pela verdade
Foi junto à minha tumba colocado.

"Por que morreste?" – perguntou-me logo.
"Pela beleza" – respondi-lhe então.
E ele falou: "Morri pela verdade;
Uma equivale à outra; és meu irmão".

E através das paredes conversamos,
Quais parentes que há muito não se vissem,
Até que o limo nos cobrisse os lábios,
Até que nossos nomes se extinguissem.

 

Autora: Emily Dickinson (1830-1886)
Editado por: nicoladavid


Comments