"Nos meus braços"



Assim nos meus braços dormes suavemente,
embalando o meu peito para os teus sonhos
e vejo neles meninos de olhos medonhos,
que tu embalaste nos teus... docemente.

Assim tão bela, vejo nos teus olhos tristonhos,
o mar de Santa Cruz que só o teu sono sente,
os campos e serras, as tuas visitas de adolescente,
favos de mel, tilias em flor e o sabor de medronhos.

Assim, com saudades, talvez, dormes de cansaços
num repouso ancestral que me fascina,
sentindo o teu respirar em cada um dos teus passos.

Enquanto dormes meu amor, a vida me ensina
o quanto é bom eu ter-te nos meus braços
neste teu sono imaculado de menina...


Autor: Eduardo Mesquita
Editado por:  nicoladavid

 

Comments