"Um Homen de Cantar"



UM HOMEM DE CANTAR ESTRELAS
CANTOU TEU NOME, VIRTUDE.
NA PRAÇA DESERTA O DISSE.
HOUVE GENTE QUE O OUVISSE
FALAR DE TI AMIÚDE.

 
UM HOMEM DE CANTAR VÍCIOS
CANTOU TEU NOME, ALEGRIA.
NA PRAÇA DESERTA E FRIA
HOUVE GENTE QUE O OUVISSE
E O MALDISSE, POESIA.

 
HOMEM DE CANTAR OS DIAS
VEIO P'RA CANTAR TEU NOME.
A PRAÇA ANTES QUE O OUVISSE
JÁ O MALDISSE E CHAMOU-ME.
MAS EU, EU NÃO O DESDISSE:
CHOREI TEU NOME, POESIA!

 

Autor: Dinis de Ramos
Editado por: nicoladavid

Não esqueça ligar o som.
 
Comments