"Natal"

Caixas de tamanhos diversos, cores mil, laços bordados em todos os extremos,

Vitrines com cenários Natalinos, com o verde acenando a esperança

Rumo ‘a vidas sem dores e guerras

As fitas dos presentes se desembrulham, caem livremente, como na dança de um corpo ritmado

O espírito do amor baila pelos ares, exalando a pétala da bondade

Suave e profunda, acaricia os rostos embriagados pela desilusão

Os espinhos são contemplados por olhares profundos

Mesclam-se nas pétalas que formam pedaços de flores

Unidos em só canção

Nas vozes trêmulas de anjos

Gotejam a alma faceira

De um mundo mais harmônico

Celebrando a aspirante

           PAZ.

 

Autora: Débora Villela Petrin
Editado por: nicoladavid




Comments