"Venha o que vier"


Como eu te entendo amigo-companheiro,

como eu sinto a cruel dor duma amargura!

Também já atravessei com fartura

charcos de água bolor num atoleiro...

 

Entre muitos revezes enfrentados

tu vais usufruindo da vitória

com perdas e iguais ganhos numa história

que goza esta vida dos dois lados.

 

Aceitar a derrota e a vitória

como uma aprendizagem permanente,

torna qualquer pessoa independente

e deixa-nos felizes na memória...

 

No momento azarento tu dirás

pois venha o que vier nada me estraga

a vida... e até prescindo da adaga!

As coisas são tão boas quanto más!

 

E continua na senda do sucesso;

podes mesmo virar-te do avesso

e mostrar-lhe uma cara feita gesso,

mas agita a bandeira do progresso.



Autor: Daniel Cristal
Editado por: nicoladavid



Vídeo do YouTube


Comments