Guarda-mor da calva para baixo

 

Guarda-mor da calva para baixo
E mais desagradável que um capucho;
Não tem bofe, nem fígado, nem bucho,
Mais chato me parece que um capacho.

As costas são cavernas de um patacho,
Os queixos são as guelras dum cachucho,
Tem figura de mágico, ou de bruxo,
Na cabeça miolos lhe não acho.

Afecta no exterior santo de nicho,
Por dentro é mais sinistro do que um mocho
E aloja mais peçonha do que um bicho.

O que os outros têm cheio, ele tem chocho;
O que é nos mais vassoira, nele é lixo;
E anda isto entre nós! Ah bom arrocho!


Autor: Manuel Maria Barbosa du Bocage (1765-1805)
Editado por: nicoladavid
Comments