Ao Padre Domingos Caldas Barbosa


Por casa Febo entrou c'um vil bugio;
As Musas o animal não conheciam,
É fugindo, assustadas do que viam,
Foi de ventas a terra a pobre Clio.

«Não fujam! Venham cá! ... Não é bravio»
Gritava o deus; e as manas, que tremiam,
Todas por uma voz lhe respondiam:
«Ai! Que bicho tão feio! ... Ai! Não me fio! ...»

«Qual feio! (acode Apolo). É mui galante;
E na figura e gestos, dá mil provas
De ser em parte aos homens semelhante.

«Caldas o nomeei; com graças novas
Faz-me estalar de riso a cada instante,
e em prémio lhe concedo o dom das trovas.»


Autor: Manuel Maria Barbosa du Bocage (1765-1805)
Editado por: nicoladavid

Comments