Uma canção amado

 

1 
Eu sei, querida, agora eu gosto do meu cabelo para a vida selvagem e me deito sobre as pedras. Você me vê bebendo rum mais

barato, e andávamos nus ao vento.

2 
Mas houve um tempo, meu querido, que era puro.


3 
Eu tinha uma mulher que era mais forte do que eu, como a erva

é mais forte que o touro fica um elevador.

4 
Ela viu que eu estava errado, e eu adorei.


5 
Não pergunte onde ele dirigia na estrada, que era o seu caminho 

e talvez indo para baixo. Quando ele me deu o seu corpo, disse:
Isso é tudo. E foi o meu corpo.

6 
Agora não há mais nada, desapareceu como uma nuvem quando chovia, a esquerda e caiu, por que foi o seu caminho.


7 
Mas à noite, às vezes, quando você me ver bebendo, eu vejo seu rosto, pálido com o vento, forte e virado para mim, e eu me curvo

ao vento.

Autor: Bertolt Brecht (1898-1956)
Editado por: nicoladavid

Comments