Realizar algo de útil

 

Quando li que queimavam as obras dos que
procuravam escrever a verdade ao tagarela George,
o de fala bonita,
convidaram-no para abrir sua Academia,
desejei mais vivamente que chegue enfim o tempo
em que o povo solicite a um homem desses
que num dos locais de construção dos subúrbios
empurre publicamente um carrinho de mão com cimento,
para que ao menos uma vez um deles realize algo de útil,
com o que poderia então retirar-se para sempre,
para cobrir o papel de letras,
às custas do rico povo trabalhador.

Autor: Bertolt Brecht (1898-1956)
Editado por: nicoladavid

Comments