Ouve o Teu Coração



Não esperes achar compensações na terra:
Se fizeres o bem, prêmio nenhum terás.
Os que sobem contigo os aclives da serra
Não te virão valer, se ficares atrás.

Aconselha-te alguém? É aquele que mais erra
Ensina-te a verdade? É o mais falso e mendaz
E o que, violento e hostil, te excita e incita à guerra
É o mesmo que desfruta as delícias da paz.

Mas não culpes ninguém. É a vida. Aceita a vida...
Como sofres, também os outros sofrerão,
Que há na maior ventura uma dor escondida.

Teu cérebro consulta, ouve o teu coração,
E em ti mesmo, acharás a energia perdida,
A censura, o aplauso, o castigo, o perdão.

Autor: Bastos Tigre (1882 - 1957)
Editado por: nicoladavid

Comments