Não Choremos os Mortos

 

Por que chorar os que se foram desta
plaga terrena à plaga não sabida?
Muito mais do que foi, no mundo resta,
de quem nos deu o adeus da despedida.

Como, do ausente, em nós, se manifesta
a presença, em nosso íntimo sentida!
E tudo, em tudo e a cada instante, atesta
que além da vida, se prolonga a vida.

Não se aniquila o corpo em lodo e treva;
húmus, volta do dia à claridade
na planta que do solo ao sol se eleva.

Nada a morte destrói, na realidade;
da própria vida a flor que ela nos leva,
deixa connosco o aroma de saudade!

Autor: Bastos Tigre (1882 - 1957)
Editado por: nicoladavid

Comments