Bonaparte

 

Soldado, general, cônsul, imperador,
Por audácias geniais e sinuosos ardis,
Foi, da humildade extrema ao supremo esplendor,
Subiu, do pó de Ajácio, ao trono de São Luiz!

Quem um dique à ambição lhe ousara contrapor?
Tingindo de vermelho o alvor da flor-de-lis,
Entre pactos de paz e guerreiro clangor,
Marcou à Europa inteira a capital: Paris!

Austerlitz, Eylau, Arcole, Yena, Wagran...
Os povos que venceu e os reis que destronou
Dão-lhe a glória solar de eviterna manhã;

Mas do destino o vento, implacável, soprou:
Breve como se fez, se desfaz a glória vã!
Tomba o sol. Anoitece. A noite é Waterloo..

Autor: Bastos Tigre (1882 - 1957)
Editado por: nicoladavid

Comments