O Visionário ou Som e Cor

 


“Eu tenho ouvido as sinfonias das plantas.”



Eu sou um visionário, um sábio apedrejado, 
passo a vida a fazer e a desfazer quimeras, 
enquanto o mar produz o monstro azulejado 
e Deus, em cima, faz as verdes primaveras.

Sobre o mundo onde estou encontro-me isolado, 
e erro como estrangeiro ou homem doutras eras, 
talvez por um contrato irónico lavrado 
que fiz e já não sei noutras subtis esferas.

As espadas da Teoria, o austero Pensamento, 
não mataram em mim o antigo sentimento, 
embriagam-me o Sol e os cânticos do dia...

E obedecendo ainda a meus velhos amores, 
procuro em toda a parte a música das cores, 
– e nas tintas da flor achei a Melodia.

Autor: Gomes Leal (1848-1921)
Editado por: nicoladavid

Comments