"Ave do Silêncio"

Sobre a paisagem verde

ficou uma sombra

- a sombra do meu vulto

a erguer-se em silêncio

e a sumir-se pela terra dentro.

 

E a luz que a perde

e a queima, a própria luz

a revela ao oculto,

- e assim me crucifico

na minha própria cruz.

 

Autor: António de Navarro
Editado por: nicoladavid



Comments