"Lamento"


Creio hoje e acredito,
Que não sou como quero,
Levanto a voz num só grito,
De lamento e mistério.

De lamento e de perdão,
De toda a minha vontade,
Rasgaria meu coração,
Varria dele todo a maldade.

Sou rendido ao Teu querer,
Confesso diante do teu saber,
Estou cansado de lutar.

As minhas mãos erguidas,
Palavras por ti ouvidas,
Senhor! vem me guardar.

Autor: António Jesus Batalha
Editado por: nicoladavid


Comments