"Eu Te Agrado"


Se pra mim não viesse poder
De ti, e eu te amar,
Decerto estava a sofrer,
Sem nada me poder valer,
O mal que vinha matar,

Tua graça me é querida,
Preenche todo o meu ser,
Me dás amor sem medida,
Tua graça completa minha vida,
Que mais posso eu querer?

Não sei como, mas te agrado,
Quero ser assim submetido,
A nada sou por Ti forçado,
Viver vida com cuidado,
Para que não caia perdido,

Conhecer Tua liberdade,
Ficar longe do perigo.
Falar sempre Tua Verdade,
Sei que é essa Tua vontade;
Sofrendo ou não, eu Te sigo.


Autor: António Jesus Batalha
Editado por: nicoladavid


Comments