"Caminhada"

 
 Homem chamado sem nada saber,
Leva cajado perante Faraó,
Ele e o irmão os dois vão só,
Deixa ir o povo onde Deus quer.

Cajado na mão o rio abriu,
Pedra rasgada água a correr,
Chuva caída para comer,
Monte a tremer parece de frio.

Nada impede do povo seguir,
Conhecem caminho para ir,
Caminhantes sempre erraram.

A ira de Deus sobre os consumiu,
Todo o desobediente no deserto caiu,
Na terra prometida só dois entraram.

Autor: António Jesus Batalha
Editado por: nicoladavid

Comments