"Rio Mondego"


Corres na minha mão,
Deslizas no meu olhar!
És eterno, mesmo
Quando morres no Oceano!

Vindo alto da serra
Ousam travar-te no caminho…
Não ligues a quem ousa
Impedir o teu percurso.

Abraças campos e flores!
E sabes a sal
Antes de mergulhar
Na Foz dos teus desejos!


Autor: Aníbal José de Matos
Editado por: nicoladavid

 

Comments