Literatura‎ > ‎Obras de Ana Saraiva‎ > ‎

Uma quase rigidez...


chamas-me? é que sinto uma tensão insuportável
os músculos apertam-se tanto que a coluna protesta
arqueando e erguendo a rigidez branca contra o calor
que a segue agora como pele
um solo de piano
um grito
quebra-se o tempo nos joelhos flectidos
fecho, enfim, os olhos
 

Autora: Ana Saraiva
Editado por: nicoladavid


Comments