Literatura‎ > ‎Obras de Ana Saraiva‎ > ‎

Estilhaços...


meu caro esperto, parabéns!
no pedido de desprezo
e no sorriso de gala
vê-se como vai à frente na vida!
você casa a causa com a consequência
e ainda recebe o dote!
o que está entre o começo e o fim?
a corda de pontas unidas em nó!
os seus dedos são hábeis
e há tanto pescoço frágil...
parabéns, merecidos!
você atingiu a cúpula da vida
merece um riso farto
e a luz de tudo o que brilha
e o que brilha é ouro!
parabéns, a sério!
mas, antes de me ir embora
gostava de lhe ler as linhas da mão
descanse, é coisa boa!
não as esconda nos bolsos!
não se vá embora!
é uma boa sina, de certeza!
volte, não seja supersticioso,
de onde você está
nunca se vê a falha
dê-me a mão


Autora: Ana Saraiva
Editado por: nicoladavid


Comments