"Tanto Som"


Poiso as mãos

nas madeixas,

de ondulação frouxa,

e escuto o refrão,

eterno-retorno

ou melodia esquiva.

 

Tal como na antiga

hermes baby

o som sustém,

a ritmo de tinta,

o que nem peso tem

– esse vapor

de te saber invisível.

 

Autora: Ana Marques Gastão
Editado por: nicoladavid



Comments